O estudo visa melhorar o conhecimento da atividade de Pesca Lúdica praticada em Portugal Continental, e a caracterização dos pescadores recreativos, para melhor proteger os recursos e melhorar as condições de prática desta importante atividade de lazer.

A DGRM recorda que a pesca lúdica é uma atividade económica e socialmente relevante, mas que, com uma gestão inadequada, pode causar perturbações nos sistemas ecológicos das áreas marinhas, costeiras e outras.

Para evitar uma gestão inadequada fica o desafio DGRM, para resposta ao estudo até ao próximo dia 25 de julho. Foram contudo já remetidos convites, por SMS, apelando à participação dos titulares de licença de pesca lúdica, de forma a ser possível reunir informação que permita garantir o uso sustentável dos recursos pesqueiros.