O número de doentes internados disparou nas últimas 24 horas: são mais 186 em relação a este sábado, num total de 3044. Há ainda mais oito pessoas em cuidados intensivos (500, no total).

342 535 pessoas recuperaram da doença até ao momento, 2385 nas últimas 24 horas.

A Região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) concentra 1232 dos novos casos, seguindo-se a região Norte, com mais 1218, a Região Centro, com mais 605; o Alentejo, com mais 155 e o Algarve com mais 133.

A maior parte dos óbitos registados nas últimas horas verificaram-se na região LVT (36). O Norte contabiliza mais 17 mortos, o Cento mais 10, o Alentejo mais nove e o Algarve mais um.

As Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores contabilizam mais 25 e 16 casos, respetivamente, mas não registam qualquer óbito desde este sábado.

Desde o início da pandemia, 235 048 mulheres ficaram doentes com a Covid-19. O número desce para 192 058 no caso da infeção em homens. Há ainda 148 casos cujo sexo é desconhecido.

Relativamente aos óbitos, 3709 correspondem a elementos do sexo masculino e 3409 a elementos do sexo feminino.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguido das pessoas com idade entre os 70 e os 79 anos.

Portugal iniciou a 27 de dezembro a primeira fase de vacinação contra a covid-19, com o primeiro lote de 9.750 doses da vacina desenvolvida pela Pfizer-BioNTech a ser distribuída pelos profissionais de saúde.

O estado de emergência, decretado em 09 de novembro, foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.


Comente esta notícia


SINES