A situação no concelho de Grândola agravou-se e há agora seis casos confirmados. Nos concelhos de Sines, Alcácer do Sal e Odemira há um caso em cada concelho.

Santiago do Cacém é o único município do Litoral Alentejano que até ao momento não tem qualquer caso confirmado.

Portugal regista hoje 60 mortes associadas à covid-19, mais 17 do que na quarta-feira, e 3.544 casos de infeção, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde

O relatório da situação epidemiológica em Portugal, com dados atualizados até às 24:00 de quarta-feira, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (28), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (18), da região Centro (13) e do Algarve (1). Relativamente a quarta-feira em que se registaram 43 mortes, hoje observou-se um aumento de 39,5%.

De acordo com os mesmos dados, há 3.544 confirmados, mais 549 (um aumento de 18,3%) relativamente a quarta-feira.

Desde o dia 01 de janeiro, existem 22.257 casos suspeitos, dos quais 2.145 aguardam resultado laboratorial.

Há 16.568 casos que não se confirmaram e 43 doentes que já recuperaram. Em vigilância pelas autoridades de saúde estão 14.994 casos.

A barreira dos 3.500 casos foi ultrapassada no dia em que entrou em vigor a fase de mitigação da pandemia da covid-19, por determinação da Direção-Geral da Saúde (DGS), envolvendo todo o sistema de saúde, público e privado.

A fase de mitigação é a terceira e a mais grave fase de resposta à doença covid-19 e é ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e ou transmissão comunitária.

Os sintomas que se registaram mais até ao momento são cefaleia (63%), tosse (53%) e febre (48%). A estes seguem-se a fraqueza generalizada (37%), as dores musculares (31%) e as dificuldades respiratórias (19%).

A grupo etário onde se regista maior número de mortos é das pessoas com mais de 80 anos, um total de 19 pessoas (17 mulheres e 16 homens). A este grupo etário segue-se o dos 70 aos 79 anos, que regista até ao momento 15 mortes (1 mulher e 14 homens).

Dos 60 aos 69, oito homens morreram vítimas do coronavírus. No grupo etário dos 50 às 59 anos, uma mulher e três homens morreram.


Comente esta notícia


SINES