Os jovens centristas defendem que a verba deve ser “usada para fins produtivos como o de apoio ao emprego e formação dos jovens”, mas que não seja “mais um estágio ou um contrato precário em um qualquer posto em que a autarquia acolha os jovens”.

Os centristas querem igualmente saber “qual é a verba do orçamento municipal que é anualmente alocado ao festival” e reafirmam a vontade de “manter um espírito de oposição atenta, construtiva e positiva”.

Recorde-se que o CDS-PP não conta com qualquer eleito no concelho de Sines, nem na autarquia, nem nas freguesias de Sines e Porto Covo. 


Comente esta notícia


SINES