Nesta ação de fiscalização foram identificados 58 cidadãos e detetadas 58 infrações pela prática de campismo e caravanismo em situação ilegal ou irregular em área protegida, puníveis com coima até 4 mil euros.

Este tipo de operações tem como objetivo a preservação da Reserva Natural e das paisagens protegidas, uma vez que a presença humana excessiva nestas áreas, coloca em causa a beleza natural das paisagens bem como o habitat de espécies de fauna e flora.

Desta forma, a Guarda Nacional Republicana irá continuar a sensibilizar os caravanistas e campistas para adotarem um comportamento mais responsável e amigo do ambiente.


Comente esta notícia


SINES