António Figueira Mendes realçou que, “Estas instalações são muito antigas e apresentam atualmente um elevado estado de degradação, pouco condizentes com a importância e a relevância do papel desempenhado pela GNR e pelos seus agentes”, e recordou que “Tendo em conta a situação precária das instalações e de forma a resolver no imediato a situação, disponibilizámos, temporariamente, uma moradia para alojamento de alguns elementos dos efetivos daquela corporação”.

No encontro, que decorreu no Ministério da Administração Interna, ficou claro que o Governo reconhece a urgência em resolver esta situação, que se arrasta há vários anos, tendo ficado de apresentar ao Município uma proposta para a sua resolução.


Comente esta notícia


SINES