Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines já explicou na Rádio Sines os principais problemas registados.

O autarca deixa um apelo à população para que tenha o máximo cuidado, evite sair de casa e aos automobilistas fica o apelo para que circulem com o máximo cuidado.

A Proteção Civil Municipal, os serviços da Câmara, os Bombeiros e as forças de segurança estão em articulação na resposta ao elevado número de solicitações que se têm registado, sendo muito importante que as populações tomem as medidas cautelares recomendadas.

O autarca apela ainda para a manutenção da calma e para que se reportem quaisquer ocorrências à Proteção Civil, aos Bombeiros e à GNR.

Nos restantes concelhos do Litoral Alentejano a situação é semelhante, há registo de estradas e ruas inundadas, queda de árvores e outdoors de publicidade. O trânsito está condicionado em várias ruas e estradas da região.

Os serviços municipais de Proteção Civil já registaram dezenas de ocorrências e os bombeiros da região tem várias equipas na rua a resolver situações relacionadas com a inundação de estruturas ou superfícies por precipitação intensa. 


Comente esta notícia


SINES