Bruno Candeias, responsável pelo Bloco de Esquerda em Santiago do Cacém mostra-se satisfeito com esta decisão, mas exige a construção de infraestruturas municipais.

O Bloco de Esquerda recorda que “esta decisão foi amplamente contestada pelo partido, por Associações e população em geral, sendo mesmo enviada petição publica à CIMAL com o objetivo de travar este processo e que o montante que cada município previa gastar fosse canalizado para infraestruturas municipais e de proximidade”.


Comente esta notícia


SINES